PokerStars

Desfalques: Callum Wilson e Stanislas no Bournemouth; Mauro Zárate, Cathcart, Hoban, Janmaat, Roberto Pereyra e Kaboul no Watford

Dúvidas: Francis no Bournemouth; Kabasele, Djé Djé e Deeney no Watford

Conclusão:

Igualdade. Quando vejo as escalações das equipes envolvidas neste confronto, vejo igualdade, principalmente com o mando de campo para o Bournemouth, já que o Watford desponta um pouco mais em qualidade técnica.

No Bournemouth, o foco dos reforços foi totalmente para a defesa, com as chegadas de Begovic e Aké. No entanto, ainda assim os Cherries ainda estão naquele bolo intermediária da Premier League, longe de cair, mas também de impressionar.

Enquanto isso, o Watford colocou seu dinheiro para trazer homens de qualidade ofensiva. A saída de Ighalo ainda em janeiro, no meio da temporada de 2016/17, foi suprida somente nesta janela de transferências, com as chegadas de Richarlison, Gray, Cleverley e Chalobah – dos seis jogadores do meio-campo e ataque, somente dois já estavam no clube em 2016/17.

Ainda sobre o Watford, a prova de que o ataque está bem melhor veio logo na estreia, no empate em 3 a 3 com o Liverpool, o que evidenciou um time ofensivamente muito bom, mas que também deixa espaços defensivos.

Enfim, apesar da indefinição sobre como será o estilo de jogo do Bournemouth, acredito que o Watford tem potencial para marcar neste jogo e grandes chances de também sofrer um gol – fiquei ainda mais confiante em gols neste jogo após ver o histórico: três “Ambas Marcam” nos últimos quatro confrontos entre Bourne e Watford no Dean Court, estádio dos Cherries.

Por fim, como vejo muito mais 1 a 1 do que 3 a 0 para algum dos lados, minha bet será no “Ambas Marcam”.

pt-brPortuguês

Transmissão em tempo real
Transmissão em tempo real

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here